Brasília e Streewear

Todo evento aguardamos para assistir o espetáculo de Ronaldo Fraga. A coleção fala de um homem que imprimiu um olhar infantil, um olhar de alegria no concreto do modernismo brasileiro: Athos Bulcão. Os azulejos de Brasília e as obras finais da carreira. A passarela é repleta de obras. As peças com muitos recortes, mosaicos, lapelas, vestidos, saias enviesadas, vestidos longos, placas aplicadas, acetinado, bordados e brilho. As são cores preto, alaranjado, azul, verde-água, estampas que remetem algumas obras de Bulcão, como os pássaros estampados. A beleza foi desenvolvida por Marcos Costas, a partir dos azulejos e pastilhas do Palácio da Alvorada foi criada uma toca com as cores azul claro, azul, escuro, roxo e dourado, e boca vermelha que também faz parte da cartela de Athos.

Quero o casting da V.Rom!!! Ao assistir o vídeo lembrei do meu primeiro Fashion Week há exatamente 11 anos atrás. Muitos dos meninos que estavam desfilando são dessa época. Bateu a saudade no coração. A V.Rom é a re-construção do streewear. A coleção é um diário de idéias. A frase final de Dalai Lama no filme Sete Anos do Tibet é uma das razões da coleção: que todos os viajantes encontrem a felicidade, em um processo de passagem, nas informações que se agregam com o tempo. A cartela de cores é rica: verde, vermelho, roxo, bege, branco, preto, castanho, estonado, xadrez, listras e estampas miúdas. Material que se sobressai é a lã, nylon, moletom. As formas das calças mais sequinhas e curtas, saruel, bermudas, casacos, sobreposições, recortes, zíperes.

O último da noite foi o desfile da Reserva. Em minha opinião está mais inspirado em Benjamin Button. O tema é o clássico preppy americano por meio da irreverente brasilidade. As cores off-white, preto, bege, cinza sujinho, vinho e um leve rozinha.  Listras preto e branco, amarelado que parece chamas, xadrez, mosaicos em diversas formas e tamanhos. Percussão ao vivo com o Lobão. Cortes tradicionais com pegada streetwear. Algumas pastas complementam os looks, como cordões e pulseiras desenvolvidas pela designer Claudia Zawadzky e pulseiras em crochê com corrente por Raphael Falci. Materiais como tricô, jeans, chamois, lã, Piquet, tricoline e veludo.

Créditos: © Agência Fotosite (Site: http://ffw.com.br/)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: